.posts recentes

. Cesta de Mini Cactos

. Puré de couve flor

. Moldura super colorida

. Moldura à espera de fotog...

. O meu Lírio da Paz

. Uma prendinha atrasada!

. Caixa madeira estrelas

. Tulipas

. Jacintos

. Bambu da Sorte

.arquivos

Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Cesta de Mini Cactos

 

Os cactos eram quase do tamanho dos vasos, já quase não tinham terra, pensei em mudá-los para um local onde pudessem crescer melhor e que ficasse bonito.

 

Andava eu à procura de um vaso que desse para os 3 mini cactos, fui a alguns sítios mas não encontrava nada que fosse da altura e comprimento que tinha idealizado. Já estava a desistir da ideia quando me lembrei que há uns tempos comprei uma cesta de verga para fazer de arrumação numa das gavetas do meu "bobbi" do trabalho. Era perfeita!

 

A cesta não tinha piadinha nenhuma... pintei-a de lilás com umas pinceladas de branco, forrei-a com um saco de plástico transparente e voilá!!! Uma cesta que virou um vaso diferente !!

 

Ainda tentei colar uma fita de cetim no rebordo da cesta para ficar com um acabamento mais bonito... mas a cola não pegou na fita .... paciência!

 

Como a cesta não tem furinhos para a água escorrer coloquei no fundo uma boa camada de argila expandida, enchi com terra e com muito cuidado coloquei os mini cactos.

 

Já está na minha secretária do trabalho... combina muito bem com o restante mobiliário, que é creme e índigo e já recebi alguns elogios!

 

Aqui fica o Antes e o Depois.

 

 

 

 

Materiais utilizados:

- Cesta verga

- Tinta primário

- Tinta lilás

- Tinta branca

- Pincel 16

- Argila expandida

- Terra

- 3 mini cactos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por ocantinhodalucy às 16:26

link do post | comentar | favorito

Sábado, 19 de Março de 2011

Puré de couve flor

 

Uma alternativa light para quem adora puré de batatas!
O puré de couve flor é muito menos calórico, possui menos carboidratos e mais fibras que o puré de batatas. E é super rápido e simples de fazer!

Eu desta vez não coloquei o queijo parmesão porque não tinha ... mas se ficou bom assim imagino com o queijinho...

 

Ingredientes:


1/2 cabeça de couve flor
Uma colher de sopa de margarina light

1/2 copo leite
1/4 copo de queijo parmesão ralado (opcional)
Sal e pimenta a gosto

 

Modo de fazer:


Corte o couve flor em pedacos pequenos e cozinhe numa panela com bastante água, sal qb, por mais ou menos 20 minutos.

Retire a água.

Amasse a couve flor.

Adicione o leite e a margarina e cozinhe por alguns minutos em lume baixo.

Adicione pimenta a gosto e queijo parmesão (opcional)

 

 


publicado por ocantinhodalucy às 18:37

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Março de 2011

Moldura super colorida

 

Esta foi uma prendinha que ofereci no Natal  2010 à Margarida... uma menina muito linda e bem disposta.

Não sabia bem que cores devia pintar as 3 molduras... branco e rosa (a Margarida é fã do rosa) ...  ou cores mais vivas?

 

Eu gosto muito de ver as miúdas vestidas com as cores todas misturadas, ficam com um ar alegre e pensei que iria acontecer o mesmo com as pequenas molduras...

Aconselhei-me com a dona da loja onde compro os materiais, queria cores alegres, de menina e que se interligassem... acabei por escolher o lilás, laranja e verde claro.

 

Tirei umas fotografias à Margarida, sozinha e os pais,  para colocar nas molduras ... tirei bastantes para poder escolher as melhores.

Ela vai ser uma modelo fotográfico ... é super fotogénica e adora fazer pose !!!

 

E o resultado foi este!!! Achei que ficou muito giro ...

 

  

 

 

 

 

Materiais utilizados:

 

- Molduras de madeira

- Lixa

- Primário

- Tinta acrílica Lilás

- Tinta acrílica Laranja

- Tinta acrílica Verde alface

- Verniz

- Pincel 16


publicado por ocantinhodalucy às 19:04

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Março de 2011

Moldura à espera de fotografia

Gosto de andar a pesquisar em sites e blogs de decoração, as horas passam e nem dou conta ... são como as cerejas !!!

 

Encontram-se ideias giras e algumas até fáceis de fazer. É caso desta moldura, adoro as pastilhas a imitar um espelho partido.

 

Só falta uma fotografia! E até imagino qual vai ser ... mas vai ter que esperar por umas mini férias a Paris...

 

 

 

 

 

 

 Materiais utilizados:

 

- Moldura de madeira

- Lixa

- Primário

- Tinta acrílica

- Verniz

- Cola

- Pastilhas

- Pincel 16

- Rolinho espuma

 

 


publicado por ocantinhodalucy às 07:51

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Março de 2011

O meu Lírio da Paz

O meu amor ofereceu-me este Lirio da Paz em Agosto de 10.

 

Tenho algumas plantinhas mas esta é a minha favorita, até falo com ela (deve ser por isso que está tão linda !).

 

 

 

Para saber como cuidar do meu Lírio da Paz fiz umas pesquisas na internet... encontrei tanta, mas tanta informação que decidi fazer uma compilação, Lirio da Paz .


publicado por ocantinhodalucy às 23:00

link do post | comentar | favorito

Uma prendinha atrasada!

A Patricía faz anos a 19 de Janeiro. É uma menina linda com um sorriso maroto!

 

Não consegui ter este miminho pronto a tempo de lhe oferecer no aniversário... andava de volta de outras pinturas, as do futuro Closet!

 

 

 

Como as miúdas de hoje adoram a Hello Kitty achei que ela iria gostar. Então lembrei-me de comprar uns guardanapos da Hello Kitty para fazer découpage.

 

O que encontrei era muita grande e sem graça...

 

Depois de algum desespero vi um livrinho com colagens, na falta de melhor foi o que comprei. Na minha opinião, as colagens não ficam tão giras como a découpage de guardanapo... mas foi que se arranjou.

 

O resultado final ficou muito giro!!!

 

Eu gostei e parece que ela também!

 

 

 

 


publicado por ocantinhodalucy às 09:48

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Março de 2011

Caixa madeira estrelas

 

Fiz esta caixinha para oferecer ao meu Pai no Natal 10.

 

 

Desmontei a caixa (a parte de cima da parte de baixo) para ser mais fácil de lixar e pintar.

Lixei muito bem a caixa para ficar macia, dei duas camadas de primário, de tinta e colei as duas estrelinhas.

 

 

 


publicado por ocantinhodalucy às 22:49

link do post | comentar | favorito

Tulipas

 

Nome técnico: Tulipa hybrida

Família: Liliáceas

Origem: Antiga Pérsia (atual Irã) e do Afeganistão

Descrição: Os bolbos da maioria das variedades têm 4-5 cm de diâmetro, são arredondados ou ovais com a extremidade pontiaguda e apresentam-se cobertos por uma fina membrana castanha que se rasga camadas de pétalas), são geralmente cor-de-rosa, vermelhas, roxas, amarelas, cor de laranja ou brancas, mas estas cores são por vezes sombreadas de verde ou raiadas ou listradas numa grande variedade de combinações. As folhas das tulipas, habitualmente poucas (duas ou três), carnudas e vagamente lanceoladas, medem 15-25 cm de comprimento e 4-6 cm de largura. As tulipas mais apropriadas para serem cultivadas em interior são as que florescem no Inverno.

Rega: O suficiente para manter húmida a terra  

Luz: Com boa luminosidade, mas longe de ventos e do sol forte. Sol de manhã e sombra da tarde, quando possível.

Humidade: Humidade excessiva atrai fungos

Temperatura: <16

Propagação: Desenterra-se os bolbos no inicio do verão e guardam-se num local seco e fresco para o ano seguinte.

Cultivo: Plante os bolbos das tulipas no princípio do Outono para obter flores desde os meados até ao fim do Inverno. Use quer recipientes estanques, quer vasos com orifícios de drenagem. Plante cinco ou seis bolbos juntos – sem que se toquem – de forma que apenas os seus vértices apareçam à superfície da mistura, que deve estar bem úmida. É igualmente indicada quer uma mistura à base de turfa, quer uma mistura própria para bolbos (composta de duas partes de concha de ostra esmagada, uma parte de carvão vegetal esmagado e seis partes de turfa). Se utilizar esta última, humedeça-a bem, mas esprema o excesso de água antes de plantar os bolbos. Coloque os bolbos plantados num local escuro onde a temperatura nem ultrapasse 10ºC, nem desça abaixo de 0º. A ausência de luz e calor é essencial ao bom desenvolvimento do sistema radicular antes do desenvolvimento da folhagem. Os jardineiros comerciais enterram os seus recipientes no chão, no exterior, sob uma espessa camada de turfa umedecida. Caso tal não seja possível, encerre cada recipiente num saco de plástico preto e coloque-o numa varanda à sombra ou no parapeito de uma janela onde também não bata o sol. Regue a mistura, tantas vezes quanto as necessárias, para a manter úmida mas não ensopada. Não adube.

Época Plantio: Outono

Altura: 20 cm a 45 cm

Adubar: Adubo mineral é o mais aconselhável.

Poda: Nunca corte os caules ou as folhas, mas sim as flores murchas para que não percam a força.

 


publicado por ocantinhodalucy às 22:03

link do post | comentar | favorito

Jacintos

Nome técnico: Hyacinthus

Família: Liliaceae

Origem: Norte de África, à Grécia, Ásia Menor e Síria.

Descrição: O Jacinto é uma planta perene que em Portugal dá flor logo em Janeiro. Dentro de casa perfumam a divisão onde se encontram enquanto mantiverem flor, o que pode durar duas semanas. Cada bolbo dá uma haste central com várias pequenas flores laterais, rodeada por quatro a seis folhas estreitas e compridas que saem da base da planta. Pode plantar-se um bolbo por vaso ou juntar vários bolbos no mesmo recipiente, de preferência da mesma cor ou tonalidade.

Rega: Durante o Inverno os bolbos não são regados. A terra deve estar fresca mas não excessivamente húmida, para que o bolbo se possa alimentar e fortalecer sem apodrecer. Quando as folhas rebentam passa a regar-se normalmente uma vez por semana. Evite molhar as flores.

Luz: No jardim, cubra o bolbo com palha seca ou mesmo folhas de árvore para protegê-lo contra algum animal. Não faça nada durante todo o Inverno e quando o tempo começar a aquecer, em meados de Janeiro/Fevereiro, retire a cobertura do solo - a palha ou o que tiver colocado por cima. A partir do momento em que despontam as primeiras folhas, o Jacinto aprecia sol fraco e muita luz indirecta, devendo manter-se sempre fresca a terra onde se encontra o bolbo.

Resistência: Os Jacintos gostam de climas frios e por essa razão no Centro e Sul de Portugal o mesmo bolbo dificilmente volta a florir após o primeiro ano de floração. Já no Norte é possível retirar o bolbo do chão, depois das folhas ficarem todas castanhas, cortando as pontas a quatro centímetros do bolbo e guardando-o num local seco, fresco e arejado (uma garagem) até ao Outono seguinte.

Propagação:Nos bolbos de qualidade, nascem “filhos” junto à base dos bolbos mais velhos, que se separam no fim do Verão, enquanto a planta ainda não está activa. Se pretender estimular o nascimento destes bolbos mais pequenos, faça uma incisão em cruz no bolbo mais velho, antes de o guardar para o repouso anual. Estes bolbos mais pequenos não dão flor antes de dois ou três anos

O bolbo pode ser retirado do solo durante o Verão, para voltar a ser plantado no Outono seguinte. Enquanto estiver fora da terra, é guardado em sítio fresco e seco

Semeadura: bolbos 15-20 cm de distância, 10-15 de profundidade

Cultivo:. Escolha então os bolbos mais sãos e fortes, sem “filhos” na base. Enterre-os a uma profundidade que tenha o dobro do seu tamanho, o pico para cima e a base um pouco mais achatada para baixo, de onde sairão as raízes. Separe os bolbos uns dos outros à distância de pelo menos, um palmo atravessado. Faça primeiros os buracos todos e só depois coloque os bolbos. No fim cubra e calque suavemente a terra para não deixar bolsas de ar. Regue uma única vez.

Época Plantio: Os bolbos em geral e em particular os do Jacinto devem ser plantados até ao final do Outono

Floresce: Primavera

Altura: 20 a 45 cm

Aplicações: Devido à natureza da sua flor, uma haste única e anual, aconselha-se a plantar o Jacinto em grupos da mesma cor ou de cores que tenham afinidade entre si e no maior número possível, para ser mais agradável à vista. Se puder, plante vários grupos com alguns dias de intervalo, para que possa ter flores por mais tempo. Em geral no fim de Maio já não terá senão folhas a amarelecer e este aspecto é importante - se não quiser que o bolbo enfraqueça: retire sempre as flores murchas, cortando-as, mas deixe as folhas envelhecerem na planta até ficarem amarelas! Corte então a quatro centímetros do bolbo ou rente ao solo, antes de guardar o bolbo.

Forçar os bolbos - Este processo permite obter flores mais depressa, mas enfraquece o bolbo a tal ponto que não serve para nova floração. Coloque o bolbo dentro de uma jarra que tenha um “pescoço” apertado, com água para que o bolbo assente a base e toque na água, sem ficar muito mergulhado. Durante os primeiros 10-15 dias deve-se colocar num local escuro (saco plástico escuro). A água deve ser mudada a cada 15 dias. Quando os rebentos das folhas tiverem cerca de cinco centímetros, tira-se o cartuxo de papel e coloca-se a jarra junto da luz (no parapeito de uma janela), continuando a acrescentar-se água morna. Em breve o bolbo floresce exalando o seu perfume forte e característico.

Dicas: O jacinto é uma planta que esgota o solo em que se encontra. Daí o ideal é mudar a terra destas flores, adubar bem, especialmente na época de floração, não deixar os bolbos nos mesmos vasos de ano para ano, rotando os de local.


publicado por ocantinhodalucy às 21:59

link do post | comentar | favorito

Bambu da Sorte

Nome técnico: Dracena Sanderiana

Família: Ruscaceae

Origem: Florestas tropicais da África e sudeste da Ásia

Descrição:O bambu da

 

sorte é um arbusto de textura semi-herbácea. Na natureza, possui caules erectos e finos, de onde surgem as folhas lanceoladas, estreitas e ligeiramente torcidas.

Esta planta tem sido usada com frequência nas práticas do Feng Shui. Acredita-se que ela tenha uma energia muito favorável, pois simboliza a próspera união entre dois elementos: a água e a madeira. Quando ela é oferecida como presente, costuma receber um laço vermelho, para que a energia do fogo seja adicionada, de forma que juntos, os três elementos, possam atrair a energia positiva (Chi) para um ambiente.

Ainda de acordo com as antigas tradições chinesas, o número de hastes do bambu da sorte que colocamos num ambiente pode ter diferentes significados, sempre ligados à felicidade, prosperidade e longevidade.

 

Assim:

* 2 hastes de bambu da sorte significa sorte;

* 3 ou 6 hastes simbolizam felicidade;

* 5 ou 7 hastes atraem saúde;

* 8 hastes simbolizam prosperidade;

* 9 hastes atraem boa fortuna;

* 21 hastes simbolizam bênção divina.

 

Em casa, segundo a tradição, dá muita sorte manter 3 hastes de bambu da sorte, para atrair paz, saúde e prosperidade.

As formas sinuosas, que dão tanto charme a esta planta, são obtidas por meio de um trabalho longo e minucioso, no qual o crescimento do bambu da sorte é conduzido para que adquira o formato em espiral ou torcido. Com o tempo, as hastes vão mudando gradativamente de cor, passando do verde claro para um tom mais escuro. Além disso, os brotos vão surgindo nas hastes, gerando folhas lanceoladas que vão crescendo e conferindo um visual muito bonito ao conjunto. Para manter a estética da planta é possível podar suas raízes de forma moderada, sem que isso prejudique o bambu da sorte.

Rega: Água é um dos requisitos fundamentais para que o bambu da sorte se desenvolva bem. Se for cultivá-lo apenas em água, o ideal é utilizar água filtrada e livre de cloro, para isso, coloque a água de torneira num recipiente e deixe em repouso por 24 horas antes de usá-la no cultivo da sua planta. É recomendável sempre trocar a água da planta (uma vez por semana), mantendo-a fresca, limpa e à temperatura ambiente.

Se plantar em terra, deve-se regar constantemente a planta, de modo a deixar o solo sempre molhado. Mesmo que você vá plantá-lo em solo, é melhor começar na água, até que as raízes se desenvolvam.

É possível adquirir o bambu da sorte em vários formatos: com hastes retorcidas (uma verdadeira escultura viva); retas (no estado natural); em forma de "S" (podendo medir até 75 cm) e com hastes em espirais (a forma que exige técnicas mais difíceis para ser obtida).

Luz: A luz é outro factor que contribui para o bom desenvolvimento do bambu da sorte. Colocar o bambu da sorte em um ambiente onde receba luz natural, mas nunca sol direito.

Humidade: de 30 a 65%

Propagação: A planta é tradicionalmente multiplicada por estacas de 4 a 8 cm de comprimento. Essas estacas podem ser obtidas simplesmente quebrando o talo em pedaços e deixando-os na água até que enraízem

Cultivo: Água (cristais e pedras também podem ser usados) como na terra, desde a humidade seja sempre mantida.

Altura: pode atingir até 1,50m

Adubar: Periodicamente, pode-se acrescentar à água um pouco de fertilizante NPK (facilmente encontrado no mercado especializado), seguindo as orientações da embalagem e sem exageros

PH: água filtrada e livre de cloro


publicado por ocantinhodalucy às 18:26

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
17

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

As fotos postadas aqui foram retiradas da Internet, de revistas, livros, de amigos e locais diversos. Se você detém direito autoral sobre algum material ou foto, entre em contacto comigo que eu removerei imediatamente ou colocarei os devidos créditos. Obrigada!

.subscrever feeds